sábado, 17 de março de 2012

Seres estranhos e abissais - Parte 2

Caranguejo-morango































O caranguejo-morango (Neoliomera pubescens) é uma espécie de caranguejo que vive na costa sul de Taiwan.

Yeti crab















Kiwa hirsuta é um crustáceo foi descoberto em 2005 no sul do Oceano Pacífico.  Este decápode, que é de aproximadamente 15 centímetros de comprimento, é notável pela quantidade de cerdas que cobre o seus pereiópodes (pernas torácicas , incluindo as garras). Seus descobridores apelidaram-no de "lagosta-yeti" ou "caranguejo-yeti"

Shingle urchin

















































Colobocentrotus atratus é uma espécie de ouriço-do-mar sem espinhos.

Camarão-transparente















Foto de um camarão-transparente.

Lula-de-vidro





















A lula-de-vidro pode ser encontrada no oceano Atlântico. Possui, órgãos luminosos dentro dos olhos esbugalhados. Ao contrair-se, transforma-se numa bola. É a presa favorita de muitos peixes e baleias. Habita regiões entre 1 600 e 2 400 metros de profundidade.

Polvo pelágico


























Um polvo transparente que brilha no escuro. Foi documentado nadando em oceano aberto numa fenda na costa do Havaí

Peixe-vaca




















Esta coisinha engraçadinha foi vista na costa de Kona, também nas imediações do Havaí. O peixe vaca é conhecido também como peixe caixa transparente. Ele tem esta forma de caixa e leva o titulo de vaca por causa dos chifrinhos

Hidromedusa




















A hidromedusa foi documentada numa área nunca antes investigada no mar de Weddel, da Antártida. Ela tem esses tentáculos com terminações bioluminescentes para atrair as presas.

Lula translúcida















Este tipo de lula brilha na escuridão, com seus pontos vermelhos e púrpuras para atrair as presas.

Verme bristle















O verme bristle foi visto nos mares frios da Antartida. Sua boca termina num tipo estranho de corneta.

Copépode
















Os copépodes (sub-classe Copepoda) são um grupo de crustáceos muito importantes na composição da fauna de invertebrados aquáticos. Há cerca de 12000 espécies conhecidas, destas, 7500 são de vida livre sendo 1200 próprias de águas continentais. Além disso, é considerado o grupo de organismos pluricelulares mais abundante no planeta, superando em número de indivíduos até os insetos.

Ctenóforo





















Foto de um ctenóforo

Krill





























Krill é o nome colectivo dado a um conjunto de espécies de animais invertebrados semelhantes ao camarão. Estes pequenos crustáceos são importantes organismos do zooplâncton, especialmente porque servem de alimento a baleias, jamantas, tubarões-baleia, entre outros. Na primeira foto, aparece com o estômago cheio de algas amarelas.

Uma éfira















Foto de uma éfira, uma larva livre-nadante de algumas espécies de cnidários que mais parece uma flor.

Filhote de peixe-escorpião





















Ele é totalmente transparente. Muitos dos animais marinhos, por não possuírem grandes defesas, acabam usando a transparência como forma de camuflagem.

Uma água-viva translúcida















Outra água viva de forma curiosa nada na escuridão. Ela é tão cristalina que podemos ver com clareza uma massa colorida em seu interior.

Um filhotinho de camarão pegando uma caroninha num filhote de água viva nas águas do havaí.















Lula opalescente















Ela usa seus poderosos olhos para se guiar na absoluta escurdão do mar em busca de pequenas presas.

Filhote de linguado
















Muitos peixes em fase larval, como este linguado parecem verdadeiros fantasmas de tão transparentes.

Vespa-do-mar
















Os tentáculos deste perigoso animal podem chegar a 4,5metros. Em média uma adulta tem mais de 60 tentáculos urticantes

Fita com ovos de nudibrânquios















 Ascídias




























































Fotos de ascídeas

Uma água-viva abissal

















Parece um chapéu de caipira. Esta água viva flutua nos oceanos ao sabor das correntes.

Atlanta peroni





















Um tipo de verme submarino sem concha.

Um zooplâncton irridescente





















Verme do mar





















Este foi fotografado abaixo de 1000 metros de profundidade, no Triângulo das Bermudas

Filhotinho de polvo





















Um pequeno bebê-polvo nada a favor da corrente. Se escapar de virar almoço ou jantar de diversos animais marinhos, ele irá se tornar um grande predador

Água-viva-coração
















Este animal incrível foi visto abaixo de 5km de profundidade, no mar de Sargasso.

O crustáceo Mimonectes sphaericus, que vive tanto no Ártico quanto na Antártida





















Platybrachium antarcticum, ou anjo-do-mar, nada nas águas da Antártida em busca de lesmas





















O Hyperoche capucinus é um predador comum nas águas polares





















A Calycopsis borchgrevinki é uma das água-vivas mais comuns da Antártida





























A Clione limacina é encontrada tanto nas águas do Ártico quanto da Antártida





















A foto mostra um Pelagonemertes rollestoni caçando zooplâncton





















Os pesquisadores acreditam que muitas das espécies nunca tenham sido descritas cientificamente





















Cientistas documentaram 13 mil espécies nos oceanos gelados





















Enypniastes, uma espécie de pepino-do-mar transparente





















Um copépode abissal





















Zebrafishes fluorescentes modificados geneticamente


















Água-viva-de-cristal
















Periphylla periphylla





















Um anfioxo bioluminescente





















Green Bomber Worm (Swima bombiviridis)


















Aiteng ater, uma lesma-do-mar
















Nenhum comentário: