sexta-feira, 16 de março de 2012

Microorganismos marinhos e algas

Algas-vermelhas















As algas-vermelhas em geral são pluricelulares e crescem junto a algum substrato (rocha), mas há algumas formas microscópicas filamentares. Delas podem ser extraídas mucilagens, tais como agar-agar e carragenina.

Algas-verdes
























































Chlorophyta é uma divisão de algas verdes, composta por cerca de 8000 espécies pertencentes ao reino Plantae, contém clorofila dos tipos A e B e pigmentos acessórios do tipo carotenóides. Tem como material de reserva o amido (polissacarídeo) e é armazenado no pirenóide e parede celular de celulose, em alguns casos de glicoproteínas, glicocálix, mucilagem ou quitina e celulose.

Algas-pardas





















As algas castanhas ou algas pardas são um grupo de algas multicelulares, fundamentalmente marinhas, ainda que alguns gêneros sejam de água doce. A sua característica cor castanha esverdeada vem do pigmento fucoxantina, além de possuírem também as clorofilas a e c, outras xantofilas e carotenos.

Diatomáceas


































As diatomáceas são um importante grupo de protistas pertencentes à divisão Bacillariophyta. São organismos unicelulares, e possuem como característica uma carapaça ou parede silicosa chamada frústula, localizada externamente à membrana plasmática. Ocorrem na água doce e nos mares, podendo ser planctônicas ou bentônicas.

Dinoflagelados

















Os dinoflagelados são um grande grupo de protistas flagelados. A maior parte das espécies pertencem ao plâncton marinho. Muitas destas espécies têm capacidade fotossintética e formam o maior componente do fitoplâncton depois das diatomáceas.

Euglena

















A maioria das euglenófitas, integrantes da divisão Euglenophyta, vive em água doce, embora existam algumas espécies marinhas.

Cocolitóforo


































Os cocolitóforos ou cocolitoforídeos são algas marinhas unicelulares que fazem parte do fitoplâncton, podendo ser encontrados em grande número na zona eufótica das áreas mais temperadas dos oceanos.

Radiolários























































































Os radiolários (Radiolaria) são protozoários amebóides (são, portanto, unicelulares) que dão origem a esqueletos minerais intricados, geralmente com um cápsula central que divide a célula em porções interiores e exteriores (endoplasma e exoplasma, respectivamente). Encontram-se no plâncton oceânico.

Foraminíferos

















Foraminíferos formam um grande grupo de protistas que distribuem-se desde as zonas estuarinas até as planícies abissais

Nenhum comentário: